O Projeto de Arqutetura e as suas etapas

13 de Maio de 2020, por Fátima Cristina C. Costa


O que é o Projeto de Arquitetura?


Criação do espírito, documentada através de representação gráfica ou escrita do conjunto dos elementos conceituais, desenvolvida e elaborada de modo a permitir sua materialização, podendo referir-se a uma obra ou instalação, a ser realizada através de princípios técnicos e científicos, visando à consecução de um objetivo ou meta e adequando-se aos recursos disponíveis, leis, regramentos locais, e às alternativas que conduzem à viabilidade de sua execução.

O projeto é autoral, respondendo ao vínculo entre ideia e forma, e tem autonomia disciplinar, já que os seus atributos, objetivos, métodos e processos constituem-se autonomamente em relação às outras disciplinas, que se estruturam em obediência a outros e distintos parâmetros.


Quais são as etapas de um projeto de arquitetura?


O projeto é indivisível. O processo projetual organiza-se em etapas e subetapas, mas elas não são autônomas. Essa divisão pode ocorrer apenas para facilitar o planejamento e definir uma forma de pagamento proporcional aos serviços prestados.

O projeto de arquitetura pode ser estruturado em três etapas:
A. Etapa Preliminar
B. Etapa de Projeto
C. Etapa Complementar


Do que é composta a Etapa Preliminar do Projeto de Arquitetura?


Na Etapa Preliminar são fornecidas pelo contratante ou produzidas pelo arquiteto as informações e dados que irão nortear a elaboração do projeto propriamente dito. Essa etapa pode ser subdividida em três:

1. Levantamento: nesta subetapa são identificadas e analisadas as condicionantes físicas e locais, a documentação do imóvel e as normas aplicáveis ao local do empreendimento;
2. Programa de necessidades: nesta subetapa são determinadas as exigências de caráter prescritivo ou de desempenho (necessidades e expectativas dos usuários de acordo com as normas e com o cliente) a serem satisfeitas pela edificação a ser concebida;
3. Estudo de viabilidade: são analisadas a Viabilidade de Implantação do Empreendimento e a conceituação da implantação geral em termos de massas edificadas do produto pretendido, de forma a verificar sua viabilidade física e legal.

São elaboradas análises e avaliações para seleção e recomendação de alternativas para a concepção da edificação e de seus elementos, instalações e componentes.


Do que é composta a Etapa de Projeto?


Na Etapa de Projeto é desenvolvido o projeto propriamente dito, podendo ser subdividido da seguinte forma:

1. Estudo Preliminar: destinado à concepção e à representação do conjunto de informações técnicas iniciais e aproximadas, necessários à compreensão da configuração da edificação;
2. Anteprojeto: concepção e representação das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação e de seus elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento das atividades técnicas de projeto e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas de custos e de prazos dos serviços de obra implicados;
3. Projeto Legal: Elaboração dos Documentos Para Aprovação (ou “Projeto Legal”), destinada à representação das informações técnicas necessárias à análise e aprovação, pelas autoridades competentes, da concepção da edificação e de seus elementos e instalações, com base nas exigências legais (municipal, estadual, federal), e à obtenção do alvará ou das licenças e demais documentos indispensáveis para as atividades de construção;
4. Projeto para Execução: concepção e representação final das informações técnicas da edificação e de seus elementos, instalações e componentes, completas, definitivas, necessárias e suficientes à licitação (contratação) e à execução dos serviços de obra correspondentes;
5. Coordenação e Compatibilização de projetos: subetapa desenvolvida ao longo de todo o processo de elaboração do projeto envolvendo a atividade técnica que consiste em coordenar e compatibilizar o projeto arquitetônico, urbanístico ou paisagístico com os demais projetos a ele complementares (tais como projetos de instalações prediais de hidráulica, de esgoto, de águas pluviais, de gás, de telefonia / rede, de elétrica, etc.), podendo ainda incluir a análise das alternativas de viabilização do empreendimento;
6. Coordenação de equipe multidisciplinar: consiste no gerenciamento das atividades técnicas desenvolvidas por profissionais de diferentes formações profissionais, as quais se destinam à consecução de plano, estudo, projeto, obra ou serviço técnico.

Do que é composta a Etapa Complementar do Projeto de Arquitetura?


Na Etapa Complementar são desenvolvidos serviços considerados complementares às etapas de projeto:

1. Assessoria para aprovação de projeto: atividade que envolve a prestação de serviços por profissional com conhecimento especializado, visando ao auxílio técnico para a aprovação de projetos perante órgãos de controle, fiscalização ou de financiamento;
2. Assistência à execução da obra: atividade complementar do projeto para verificação da implantação do projeto na obra, visando assegurar que sua execução obedeça fielmente às definições e especificações técnicas nele contidas. A assistência à execução da obra não pode ser confundida com gestão, gerenciamento, execução ou fiscalização de obra;
3. Como construído / “As Built”: atividade técnica que, durante e após a conclusão de obra ou serviço técnico, consiste na revisão dos elementos do projeto em conformidade com o que foi executado, objetivando tanto sua regularidade junto aos órgãos públicos como sua atualização e manutenção

É importante observar que prevalecem os termos acordados no contrato de prestação de serviços entre arquiteto e cliente sobre as sugestões aqui apresentadas, seja do modo de divisão de etapas seja do conteúdo a ser desenvolvido em cada uma delas.

Quero contratar um arquiteto no Rio de Janeiro: como escolher?


É necessário procurar um escritório com muitos anos de atuação e experiência no desenvolvimento de projetos e na execução de obras de todos os portes.

Importante também verificar se está apto a desenvolver o projeto por completo (estudo de viabilidade legal, estudo preliminar, anteprojeto, projeto para aprovação na Prefeitura, Projeto para execução da obra, projeto como construído as built) e se sua equipe é formada por profissionais com formação em boas universidades e com constante atualização, através da pesquisa e do ensino. 


Por que a Métopa Arquitetura é a melhor opção no Rio de Janeiro?

Porque a Métopa Arquitetura e Planejamento atua em todas etapas do projeto. Porque desenvolve um projeto integrado, desde a arquitetura até as instalações prediais (hidráulica, elétrica, telefonia, gás, esgoto, etc.) reduzindo custos para o cliente com incompatibilidades durante a execução da obra, e permitindo a elaboração de um orçamento mais detalhado e preciso de quanto custará a obra, evitando desperdícios.

Porque, ao concentrar todos os projetos somente em um escritório, o cliente ganha agilidade nas comunicações e no desenvolvimento das etapas, ao contrário de fácil ilusão de que será melhor desenvolvido por especialistas que não conversam entre si.

Porque a Métopa Arquitetura possui mais de 40 anos de atuação no mercado imobiliário, com extenso conhecimento dos trâmites burocráticos da cidade do Rio de Janeiro. Seus profissionais, altamente técnicos e capacitados, comparecem às Prefeituras, Secretarias, Órgãos e Concessionárias públicas e privadas para acompanhar a aprovação dos projetos, solucionar possíveis divergências no entendimento da legislação e cumprir rapidamente as exigências formuladas.

Essa dinâmica favorece o cliente, reduzindo o tempo de aprovação e os custos do projeto. O cliente que contrata a Métopa tem a certeza e a confiança que está contratando a melhor empresa para defender seus interesses e dos seus empreendimentos. 

Veja alguns dos serviços que oferecemos nas seguintes áreas:
- Projeto;
- Legalização e Consultoria;
- Levantamento Aéreo.

Compartilhe

Métopa Arquitetura e Planejamento

Rua Conde de Bonfim, 211 - sala 813
Tijuca - Rio de Janeiro/RJ - Brasil
Tel.: +55 (21) 2254-4842
2020 ® Todos os direitos reservados